Essência de Alfazema

HTML clipboard
alfazema

O clima ideal para o plantio da alfazema é o das regiões frias e nevoentas, como as da Inglaterra, onde ela se espalha formando lindos campos perfumados e é colhida como matéria-prima para excelentes lavandas. No calor brasileiro, porém, a alfazema não costuma florir sendo cultivada mais para fins medicinais. É um remédio eficaz para combater asma, cólicas intestinais, enxaquecas, falta de apetite, nervosismo, tonturas e outros males.

A lavandula spica - ou alfazema começou a ser cultivada na região do Mediterrâneo, nas ilhas Canárias e na Índia. Com ela fabricou-se a primeira loção para lavar os cabelos. Mas, antes disso, já era largamente usada pela nobreza européia como água-de-colônia. E sua responsabilidade não era pouca: ela devia substituir os banhos, que só aconteciam uma vez por mês. Dos palácios, seu perfume intenso e suave ganhou lentamente as ruas das principais cidades européias, onde era jogada para perfumar o ar. Hoje, em sachês, ela perfuma as roupas nos armários e gavetas, funcionando também no combate a traças e baratas.

A alfazema é um pequeno arbusto da família das labiáceas, com pequenas flores azuladas. Embora seja originária de regiões quentes, ela só floresce quando cultivada em regiões de clima frio. Mas mesmo sem flores seu perfume não é menos intenso: ele está presente em todas as partes da planta. Como remédio, suas aplicações são muitas: a alfazema é antiespasmódica, estimulante do cérebro, excitante do sistema nervoso e tônico do estômago. É recomendada também para combater vertigens, leucorréia e paralisação da língua. A receita é simples: ferva um punhado de folhas secas de alfazema em 2 copos de água, abafe e deixe esfriar. Está pronto. Da alfazema também é extraído o óleo de aspic, um líquido incolor utilizado como inseticida e desinfetante, além de ter larga aplicação em veterinária.

Cadastre-se

Pessoas Online

Temos 25 visitantes e Nenhum membro online