Cama-de-Gato

HTML clipboard

A cama-de-gato consiste, basicamente, na criação de vários tipos de figuras a partir do entrelaçamento de um pedaço de barbante com as mãos. Esse misto de jogo e quebra-cabeça vem sendo praticado há séculos pelos mais diversos povos; e, para os etnólogos, ainda hoje é um problema explicar por que povos de regiões e culturas tão distintas – como os Maoris da Nova Zelândia, os esquimós do Ártico, os índios norte-americanos e os membros de várias tribos africanas – criam figuras exatamente iguais em suas Cama-de-gato.

No Japão, embora seja tradicionalmente “um jogo para meninas”, a Cama-de-gato é também um passatempo muito apreciado pelos adultos. Entre os esquimós Chugach, porém, esse jogo é proibido para os garotos porque, como alegam seus pais, se os meninos o praticassem poderiam enroscar seus dedos nas linhas dos arpões, quando fossem caçar ou pescar. As meninas Chugach fazem Camas-de-gato principalmente nos meses do outono pois, segundo uma velha crença, elas podem assim retardar a chegada do sombrio inverno ártico, embaraçando com o barbante as “pernas” do sol que parte.

Uma figura, uma canção

Tanto entre os esquimós como entre os Maoris e os peles-vermelhas, a feitura de uma Cama-de-gato é acompanhada de versos e canções que contam antigas histórias do grupo e passam de geração para geração. Nas maiorias das vezes essas histórias são tão complexas quanto as figuras e as tramas criadas com o barbante.

Uma das principais características da Cama-de-gato é o fato do jogador a partir de uma figura inicial, criar uma longa série de figuras acopladas e bem mais complexas, tendo que usar para isso os dentes e até mesmo os dedos dos pés ou, então, passando a figura para as mãos de um outro jogador e, depois, retomando-a.

Cama-de-gato básica

Para fazer a cama-de-gato básica, coloque o barbante atrás dos seus polegares e mínimos, de modo que ele passe pela palma das mãos. Em seguida, coloque seu indicador da mão direita sob o fio da palma esquerda e o indicador esquerdo sob o fio da palma direita. Separe as mãos. (Fig. 1 e 2)

cg1

Figura 1

cg2

Figura 2

Pé de Galo (Tridente ou Arpão)

Começando da posição mostrada na fig. 1, peque o fio da palma esquerda, por baixo, com o dedo indicador da mão direita. Gire esse dedo para baixo e para fora e, depois, para cima e para dentro, duas vezes. Separe as mãos - (Fig. 3).

Peque, por baixo, o fio da palma direita com o indicador esquerdo, passando-o em seguida por dentro do laço do indicador direito, como indicado na Fig. 4 (não gire o dedo).

Em seguida, solte os dedos polegar e mínimo da mão direita, afastando o dedo indicador direito para deixar bem firme o barbante – Fig. 5.

cg3

Figura 3

cg4

Figura 4

cg5

Figura 5

Caçadores de Cabeças

Comece com a cama-de-gato básica – Fig. 2. Em seguida, traga os dedos mínimos até você, por cima de quatro fios e, com as costas destes dedos, peque o fio que se encontra mais próximos dos dedos polegares. Feito isso, leve os dedos mínimos de volta à sua posição inicial – Fig. 6.

Solte os laços dos polegares, mantendo o fio bem ereto e os dedos levantados. Passe os polegares por baixo dos laços dos dedos indicadores. Com as costas destes dedos, pegue a fileira dupla mais próxima dos dedos mínimos. Em seguida, volte os polegares à posição original – Fig. 7.

Solte os laços dos dedos mínimos e traga estes dedos até você, sobre o laço dos dedos indicadores e, com as costas dos dedos mínimos, peque a fileira dupla de longe, dos polegares. Volte com os dedos mínimos à sua posição original – Fig. 8. Coloque as pontas dos indicadores dentro do triângulo, por baixo e, então, separe as mãos.

Com o indicador e o polegar direitos, levante o laço mais embaixo do indicador esquerdo, passe-o por cima do laço duplo de cima e deixe-o cair entre as mãos. Com o indicador e o polegar esquerdos faça os mesmos movimentos na mão direita – Fig. 9.

cg6

Figura 6

cg7

Figura 7

cg8

Figura 8

Solte os laços dos polegares – Fig. 10. Agora, cuidadosamente, solte os laços dos dedos indicadores e dê três voltas, bem apertadas, com os indicadores e polegares. Deixe esses laços torcidos penderem soltos.

Apenas os dedos mínimos seguram a figura – Fig. 11. Os dois laços pendentes representam os “caçadores de cabeças”. Tremendo levemente o fio de perto com o mínimo esquerdo, você leva os caçadores a uma confrontação direta; e mexendo cuidadosamente os dedos você pode fazê-los lutar. Este tipo de Cama-de-gato é feito pelos indígenas da ilha de Murray, localizada no estreito de Torres, ao norte da Austrália.

cg9

Figura 9

cg10

Figura 10

cg11

Figura 11


Cadastre-se

Pessoas Online

Temos 23 visitantes e Nenhum membro online